Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Obrigado aos nossos patrocinadores! Eduard, Luckymodel, Hobbyterra, IBG, Hobbyeasy, Modelcollect, AK, Hataka.
meianoite2
Plastimodelista
Mensagens: 1305
Registrado em: 04 Out 2011, 14:56
Localização: Ilha do Governador, RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor meianoite2 » 22 Fev 2017, 22:51

Então, continuando...

Pastel fechado, vamos para as montagens do trem de pouso e motor e pintura.

As polainas do trem de pouso são particularmente simples de serem montadas, três peças (uma para cada lado e mais a roda) e pronto. Não é necessário pintar o interior das polainas nem mais de 2/3 de cada roda, que não serão visíveis de qualquer maneira. A atenção aos detalhes na moldagem reflete-se por exemplo na forma que os pontos de fixação nas árvores foram concebidos, facilitando e muito a limpeza das peças. Muito bom mesmo!
Instalei logo as pernas sob as asas. Poderia ter deixado mais para a frente, mas pensei que assim facilitaria (e facilitou!) o acabamento na fase de pintura. As rodas, que já entraram montadas, receberam um “Landing Gear Wash” da AK e depois foram mascaradas com fita Tamyia até os momentos finais da montagem.

Imagem
Imagem
Imagem

O motor deste kit é uma pequena joia. São umas dez peças, extremamente bem moldadas e que com um pouquinho de atenção fazem uma belíssima réplica do “power egg” do Claude. Senti falta apenas das fiações elétricas. Até os tirantes dianteiros de sustentação da capota são oferecidos, estes como uma “estrela” em fotogravado que exige um pouco de cuidado na sua montagem.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Uma pena este subconjunto ser apresentado encapsulado pela capota e, assim, ficar tão pouco exposto. Creio que uma adição interessante (aftermarket?) seria um conjunto de painéis para exibi-lo “aberto”. Outro aspecto a lamentar é que as “guelras” de ventilação do motor são oferecidas apenas na posição fechada. Abertas, seria possível ver um pouco da parte de ré do motor e o delicado sistema de coletores de admissão e escape tão bem detalhados e que acabam ficando praticamente invisíveis no modelo pronto.
O motor foi pintado com uma base “Stainless steel” da AK True Metal. Usei essa cor porque era a que eu tinha, e queria ver o seu desempenho, que achei impecável. A caixa de redução foi pintada com IJN Mitsubishi Grey da K4, alguns detalhes com preto fosco Vallejo e, depois de montados os componente, um wash com produtos da AK específicos para motores.
As capotas foram montadas à parte e pintadas com “Cowling color” da K4. Depois de pintadas, as peças foram montadas em torno do motor, conforme as instruções, e por fim os coletores e canos de escapamento foram pintados de “Rust” da K4 e instalados. As extremidades dos canos de escapamento foram “escavadas” com o auxílio de brocas e a ponta de um estilete. Fácil e com bom resultado. Deixei esse “power egg” de lado até as fases finais da montagem.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Continua!
:ok
Editado pela última vez por meianoite2 em 23 Fev 2017, 00:14, em um total de 1 vez.
Sempre aprendendo...
Eduardo

meianoite2
Plastimodelista
Mensagens: 1305
Registrado em: 04 Out 2011, 14:56
Localização: Ilha do Governador, RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor meianoite2 » 22 Fev 2017, 23:22

Agora, a pintura e a finalização!

Praticamente nada foi necessário em termos de correção ou emassamento, apenas uma micro fresta ou outra, em geral preenchidas com a masilla acrílica da Vallejo. Isso facilitou bastante as coisas, já que sem emassamentos significativos, não foi necessário lixar nada e o rico detalhamento da superfície foi bastante bem preservado, evitando retoques.

Apliquei sobre o kit um par de finíssimas camadas de primer preto da Drycolor, intercaladas por um passe do infatigável paninho de polir para remover as “poeiras”. Estou começando a me entender melhor com essas tintas automotivas – que, se aplicadas corretamente, são mesmo um sonho em termos de cobertura, durabilidade, tempo de secagem e trabalho e preservação dos detalhes.
A camada seguinte foi de “White Aluminium”, também da Drycolor. Achei que essa cor emula bastante bem o “Alumilack” protetor que pelo que pude apurar era aplicado sobre os Claudes despachados para o conflito na China. Aplicação fácil e resultado impecável. Selei o alumínio com uma boa demão de verniz rápido pronto para uso da Lazzuril, garantindo a qualidade do acabamento metálico contra as inevitáveis marcas de dedo, arranhões e fita.
Depois esse alumínio vai receber uma camada de verniz colorizado para fazer o Ame-Iro, mas isso é daqui a pouco...

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

A cauda foi mascarada com a nova fita de vinil da Tamyia (3mm, branca) que é bastante elástica e absolutamente fantástica para fazer linhas definidas em superfícies com curvas complexas. Recomendo! Protegendo o entorno, um bocado de fita para evitar respingos (o verniz também ajuda nessa seara, basta dar uma polida que essas “sujeiras” saem com mais facilidade). O vermelho é sempre ingrato em termos de cobertura. Para facilitar as coisas, uma boa demão de branco poliéster serviu de base para o Bright Red da Drycolor. O tom dessa tinta não é o exato dos Hinomarus e demais decais do kit, mas achei próximo o suficiente para não me dar ao trabalho de tentar misturar a cor ou adquirir outra.

Imagem
Imagem
Imagem

Tudo pintado, apliquei um par de camadas de Future para preparar a aplicação dos decais. A segunda camada recebeu uma gota de Vallejo Model Air Midstone (aquela cor da camuflagem de deserto da RAF), que achei próxima do tom que imagino para o “caramelo” do Ame-Iro. O tom também parece o de peças metálicas cobertas por verniz “queimado” pelo sol – quem tem barco conhece bem isso. A proporção de tinta pra verniz é bem pequena, estimo em torno de 1,5% (1 gota de tinta pra o copo de 3ml do aerógrafo de verniz), mas foi suficiente para dar o tom sutil que eu desejava.

Até aqui, tudo muito bem, até os decais. :bang:
Levei o modelo pra sede no sábado crente que iria finalizar a montagem em grande estilo. Ledo engano!
Ao aplicar os hinomarus, deu pra perceber que os decais eram grossos e, pior, quebradiços. O primeiro hinomaru, aplicado na asa inferior, não assentou direito nas linhas de painel, nem com o uso de Microsol e outros produtos similares. O segundo esfarelou-se junto da luz de posição da asa superior. Só foi salvo um tempo depois com uns retoques de tinta (vermelho 003 da Mig, acrílica, um match quase perfeito para o vermelho do decal). Depois de um pouco de luta, todos os hinomarus estavam no lugar mas eu teria que descobrir um jeito de assentá-los direito. Apliquei alguns estênceis (aqueles “não pise” que ficam no bordo de fuga da asa), que, pequenos, assentaram bem.

Imagem
Imagem

Em seguida, tentei o numeral da cauda, que imaginava poderia ser um desastre, pois ele deveria se conformar sobre os salientes acionadores do leme de direção. Infelizmente eu estava certo: desastre total, o decal rachou, quebrou e se deformou, apesar de todos os cuidados. Perda total, e vários colegas testemunharam os esforços para assentá-lo de forma pelo menos razoável. Por conta disso, acabei mudando a versão do modelo que iria fazer: escolhi o “218”, do 14. Kotukai (opção 2 do kit), o único cujas marcações não avançam sobre as saliências do leme. Escaldado, tomei todas as precauções possíveis e consegui aplicar os decais adequadamente. Um outro problema que observara até então nos decais é que, além de quebradiços, a cola era muito “forte”, ou seja, o decal já ia logo grudando onde encostasse, sem margem para ajustes. Consegui contornar isso com uma dose generosa de MicroSet (aquela solução pré-decal que pelo menos eu quase não uso), que ajudou o decal a “escorregar” um pouco mais. Meia hora de compenetração e ambos estavam satisfatoriamente nos seus lugares.
Chegou a vez da faixa vertical. Esse decal rachou ainda na folha logo após umedecido, e quebrou-se em vários pedacinhos. Num raro momento ninja-zen, fui colocando cada pedacinho no seu lugar com um pincel e, ajudado por um bocado de Future e um arsenal de substâncias químicas, consegui colá-lo de forma razoavelmente convincente. As fotos abaixo mostram o que deu pra fazer.
Desculpem, mas não me foi possível fotografar os decais em mil pedaços e/ou a sua recuperação - é preciso foco nesses momentos... :blog:

Imagem
Imagem
Imagem

Restava aquela inscrição gigantesca na lateral da fuselagem, entre a faixa e o hinomaru. Estava com péssimos pressentimentos e resolvi deixar pra fazer aquilo em casa. Mais tarde, de noite, escaneei o que restava da folha de decalques e me preparei para imprimir as inscrições em filme de decal transparente, como medida de precaução. Mas antes fui para a bancada e tentei aplicar o decal original.
Incrível!, o decal transparente assentou perfeitamente. Fino, até mais elástico do que eu gosto, assentou perfeitamente nas linhas de painéis, uma belezura. Mal comparando, parecia um decal dos novos da Eduard. E assim foram os demais decais. Depois da tempestade, a bonança.

Imagem

O que houve, então? Imagino que o problema está na camada de tinta branca usada na confecção dos decais. O filme do decal é bom, elástico, embora o adesivo seja forte demais. A tinta preta acompanha bem o filme, e assim os decais de estênceis são todos excelentes. Onde há tinta branca no decal, porém, ele fica espesso e muito quebradiço, praticamente inútil. Creio que, preocupados em não deixar os decais translúcidos, ou os fabricantes exageraram na quantidade de tinta branca, ou usaram um pigmento pouco elástico, ou ambos. Sobre uma base bastante elástica, as partes brancas quebravam-se sob o menor esforço – um desastre completo.
Recomendações:
(1) para o modelista – compre decais aftermarket ou pelo menos pinte os hinomarus e as eventuais faixas;
(2) para a Wingsy – procure resolver o problema da camada branca dos decais, ou troque de fornecedor. O kit é bom demais para esses decais que são fornecidos.

Para assentar melhor os decais renitentes, a solução foi aplicar diversas vezes uma solução bastante forte (eu usei a Hypersol da Agama, tampa preta, a coisa mais forte que tenho nessa área), passei a ponta de um estilete zero km nas reentrâncias para “cortar” os decais e retoquei aqueles inevitáveis pontos onde o decal rasga, etc, com tinta e pincel. Por fim, dei uma camada de Future pra igualar as coisas. Olhando agora, não dá pra imaginar o trabalhão que eles deram...

Etapa de aplicação dos decais pronta, selei tudo com Future pra igualar. Colei as peças restantes (“poweregg”, bequilha, antena, pitot, etc) e selei tudo com o fixador de pastel da Talens, que deu um tom fosqueado na medida certa para o meu gosto. As luzes de navegação e posição foram pintadas com esmalte transparente vermelho da Tamyia e com Verniz Cristal azul da Acrilex (pra ninguém aqui dizer que eu tenho preconceito contra a Acrilex...).
Retirei as máscaras do poço do cockpit e dos vidros do para brisas e em seguida colei o para brisa e o telescópio da mira nos seus lugares, o primeiro com cola branca e o segundo com CA. A antena foi feita com EZ Line fino preto, colada com CA. E a hélice está presa ao eixo com o auxílio de uma micro bolinha de Blu Tack.

Pronto!! 8)

O próximo post trará algumas fotos dele pronto, comentários finais e alguns dos produtos quue usei nesta montagem.
:ok
Editado pela última vez por meianoite2 em 23 Fev 2017, 00:16, em um total de 1 vez.
Sempre aprendendo...
Eduardo

meianoite2
Plastimodelista
Mensagens: 1305
Registrado em: 04 Out 2011, 14:56
Localização: Ilha do Governador, RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor meianoite2 » 22 Fev 2017, 23:36

Conclusões

Que kit fantástico!

A montagem foi bastante tranquila, cheia de surpresas agradáveis e nenhum percalço digno de nota, à exceção dos decais. Sobre esses, ou recebemos uma partida problemática, o que acontece, ou o fabricante dos decais fez uma escolha infeliz de material mas que pode ser sanada acho que sem maiores problemas em novas partidas de produção do kit. De qualquer maneira, há sempre a opção de usar decais aftermarket e/ou pintar as marcações, uma prática bastante comum em modelos de aviação japoneses. Creio que gastei algo entre 20 e 30 horas de trabalho, distribuídos ao longo de 15 dias corridos.
Realmente gostei muito de montar esse kit de um novo fabricante que, a julgar pelo seu primeiro produto, promete se transformar logo em um player importante no mercado. A tecnologia demonstrada na engenharia do kit e o cuidado com a pesquisa, o acabamento e os detalhes indicam que a Wingsy não veio para brincar, o que é excelente para nós modelistas.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem


Recomendo muito mesmo esse kit para quaisquer modelistas que possuam um mínimo de experiência, dado que são muitas peças, algumas das quais bastante pequenas em fotogravado. Mas nada que com um pouco de capricho e paciência não possa ser superado.

Ah, claro, meus agradecimentos à Wingsy por enviar este exemplar para avaliação e aos amigos da APRJ que acompanharam e incentivaram esta montagem, em especial ao Augusto, que me confiou a tarefa de montá-lo.
Certamente este modelo estará na mesa na nossa convenção em julho para que todos possam vê-lo "ao vivo".

Que venha logo o A5M4 e muito sucesso para a Wingsy!
:ok
Sempre aprendendo...
Eduardo

Avatar do usuário
Rodrigo Luiz
Plastimodelista
Mensagens: 973
Registrado em: 29 Set 2010, 13:59

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Rodrigo Luiz » 22 Fev 2017, 23:54

:ok :ok :ok

meianoite2
Plastimodelista
Mensagens: 1305
Registrado em: 04 Out 2011, 14:56
Localização: Ilha do Governador, RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor meianoite2 » 22 Fev 2017, 23:59

Como um adendo, alguns dos produtos que usei nesta montagem:

Colas: Metil etil cetona (MEK), e colas da Tamyia (branca e verde) e Humbrol Liquid Poly:
Imagem

Cianoacrilatos da Tek Bond (várias viscosidades / tempo de secagem) e Zip Kicker como acelerador nas horas difíceis:
Imagem

Cola branca, Micro Kristal Klear, máscara líquida da Parabellum e a Massilla acrílica da Vallejo:
Imagem

Tintas poliéster da Dry Color:
Imagem

Cores acrílicas da K4, Vallejo, AK e Mig:
Imagem
Imagem

Para detalhamentos, tintas metálicas da Vallejo e AK:
Imagem

Transparentes da Acrilex e Tamyia:
Imagem

Washes da AK:
Imagem

Verniz base da Lazzuril:
Imagem

Ame-Iro feito com uma gota de Midstone Vallejo Model Air em 3 ml de Future:
Imagem

Para selar tudo no final, Fixador de Pastel da Talens:
Imagem

E o fio elástico da EZ Line pra antena:
Imagem

Além de quilômetros de fita Tamyia, fita crepe, etc para mascaramento, pincéis de todos os tipos e tamanhos, pinças, tesouras, brocas, limas e lixas e o meu bom e fiel aerógrafo Tamyia Spray-Work HG Airbrush - Super Fine, pau pra toda obra.

É isso aí, pessoal. até a próxima!
:ok
Sempre aprendendo...
Eduardo

Avatar do usuário
Cesar Ferreira
Plastimodelista
Mensagens: 3438
Registrado em: 07 Jan 2007, 22:45
Localização: Praça Sêca - Rio de Janeiro
Contato:

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Cesar Ferreira » 23 Fev 2017, 10:14

Meus parabéns Eduardo, apesar do problema com o decal, vc contornou e resolveu a questão. O modelo ficou muito bonito, isso denota a capacidade de todo vascaíno em transpor as dificuldades, :D :D :D :D :D

Esse verniz que vc usou da Lazzudur, qual é o diluente dele, tempo de secagem, qual a proporção para diluição e existe embalagem menor do essa da foto?
Abraços
Cesar Ferreira
O respeito se conquista pelas atitudes e não pela força ou pelo dinheiro.

meianoite2
Plastimodelista
Mensagens: 1305
Registrado em: 04 Out 2011, 14:56
Localização: Ilha do Governador, RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor meianoite2 » 23 Fev 2017, 13:09

Cesar Ferreira escreveu:Meus parabéns Eduardo, apesar do problema com o decal, vc contornou e resolveu a questão. O modelo ficou muito bonito, isso denota a capacidade de todo vascaíno em transpor as dificuldades, :D :D :D :D :D

Esse verniz que vc usou da Lazzudur, qual é o diluente dele, tempo de secagem, qual a proporção para diluição e existe embalagem menor do essa da foto?
Abraços


É um poliéster, o diluente é o 454.
Seca em pouquíssimos minutos.
Ele já vem "no ponto" pra pistola (e aerógrafo), não precisa diluir mais.
Embalagem menor só com os amigos. Se vc quiser, te arranjo um vidrinho pra testar :-D

HTH
:ok
Sempre aprendendo...
Eduardo

Avatar do usuário
Cesar Ferreira
Plastimodelista
Mensagens: 3438
Registrado em: 07 Jan 2007, 22:45
Localização: Praça Sêca - Rio de Janeiro
Contato:

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Cesar Ferreira » 23 Fev 2017, 14:54

Muito obrigado Eduardo, vou procurar esse verniz em algumas lojas de tinta da região.
Abraços
Cesar Ferreira
O respeito se conquista pelas atitudes e não pela força ou pelo dinheiro.

Avatar do usuário
edklingon
Admin.
Mensagens: 3870
Registrado em: 22 Dez 2006, 08:52
Contato:

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor edklingon » 24 Fev 2017, 09:11

Edu, parabéns pelo excelente trabalho - o resultado final compensou, ele ficou lindo!

E eu, que acompanhei um pouco das agruras com o decal, sei bem o que vc sofreu...
Qapla´

Avatar do usuário
Smotti
Plastimodelista
Mensagens: 43
Registrado em: 26 Ago 2016, 16:33
Localização: Bauru/SP

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Smotti » 24 Fev 2017, 09:45

Adorei o modelo. Parabéns!! :gira:
Sandro

Na bancada:
Hasegawa P-40N 1/32
Revell Eurofighter Typhoon 1/48

Avatar do usuário
Sidney
Novato
Mensagens: 9
Registrado em: 21 Jul 2011, 21:51

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Sidney » 24 Fev 2017, 14:35

O kit ficou ótimo, dada sua qualidade e a habilidade do modelista que o montou.

Uma pena esta pisadinha na bola com os decais. Espero que saiam opções no mercado para substituir os decais originais do kit.

[ ]s

Sidney

Avatar do usuário
yerrcastro
Plastimodelista
Mensagens: 1494
Registrado em: 01 Out 2012, 18:54
Localização: Niterói

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor yerrcastro » 24 Fev 2017, 18:01

Belo trabalho! :ok :ok :ok
Henrique

Avatar do usuário
Andre Cardoso
Admin.
Mensagens: 2741
Registrado em: 13 Fev 2010, 11:02
Localização: Algum lugar no espaço

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Andre Cardoso » 24 Fev 2017, 20:07

Ficou muito bonito o modelo, parabéns. Tb quero um vidrinho desse verniz 8)

Avatar do usuário
Ricardo P-40
Plastimodelista
Mensagens: 909
Registrado em: 26 Fev 2007, 10:30
Localização: RJ

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Ricardo P-40 » 25 Fev 2017, 16:53

Excelente montagem, venho acompanhando esse Claude da Wingsy desde que eles começaram a anunciar os desenhos 3D e realmente, a exceção dos decalques, o kit é excelente.

Avatar do usuário
Marcelo Tarkus
Plastimodelista
Mensagens: 3200
Registrado em: 04 Jan 2007, 12:23
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

Re: Mitsubishi A5M2b “Claude” – Wingsy 1/48

Mensagempor Marcelo Tarkus » 01 Mar 2017, 22:03

Muito Show!!
Tarkus


Voltar para “Montagens de modelos enviados para a APRJ - IPMS-RIO”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante