GB Temática 2012 - CCCP - MiG 17PFU 1/48 Hobby Craft

GB - Grupo de montagem para a temática do evento 2012 - Coordenação: Eduardo Brettas
Avatar do usuário
Paulão-Tchwrma
Plastimodelista
Mensagens: 49
Registrado em: 29 Ago 2011, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

GB Temática 2012 - CCCP - MiG 17PFU 1/48 Hobby Craft

Mensagempor Paulão-Tchwrma » 09 Mar 2012, 20:14

Amigos, pretendo nesse tópico montar um MiG17-PFU 1/48 da Hobbycraft. O kit será feito práticamente OOB, com a adição de alguns melhoramentos em Scratch....


Inicialmente um pouco de história:

No final da II guerra mundial, os três principais gabinetes de projetos aeronauticos da União Soviética (Lavochkin, Yakovlev e MiG) receberam a incumbência de apresentar um projecto de caça a jacto, que deveria utilizar dois motores lado a lado.

A análise dos resultados, levou à apresentação de uma nova especificação em 1946 que pedia um interceptador com velocidade e capacidade para destruir bombardeiros ocidentais como o B-29. O MiG-15 é o resultado desse processo de seleção.

O primeiro dos MiG a jato, estava equipado com dois motores BMW tomados aos alemães, com potência de 800Kgf cada um colocados lado a lado. Ele foi conhecido como I-300 e foi desenvolvido em apenas 14 meses, tendo voado pela primeira vez em 24 de Abril de 1946. O primeiro protótipo voou 19 vezes tendo-se despenhado após totalizar 6 horas e 23 minutos de tempo de voo.
O primeiro avião de pré série estava pronto em 13 de Outubro de 1946. Ele passou a ser conhecido como MiG-9, e era equipado com dois motores RD-20, que era um BMW-003A copiado (ver MiG-19).

Um motor britânico, para os russos

Curiosamente, a URSS encontrava-se em fase de negociação da compra de motores Rolls-Royce RB-41 «Nene» que estava em produção desde 1944. Era o mais potente motor a jato do mundo na altura, e a sua oferta aos soviéticos é hoje vista como uma opção desastrosa dos britânicos, que lhes deram quase de mão beijada, meios para produzir o melhor caça do inicio dos anos 50..

Com uma potência de 2270 kgf, o motor britânico, era muito mais poderoso que a soma dos dois motores alemães que equipavam o MiG-9, tornando desnecessária a colocação de dois motores lado a lado. O novo avião, redesenhado para acomodar o novo motor, terá uma velocidade que lhe permite servir como interceptor, será conhecido como MiG-15.
O desenvolvimento na União Soviética do motor RB-41 da Rolls Royce foi extremamente rápido e os técnicos da Klimov, começaram a copia-lo de imediato, dando-lhe o nome de RD-45.

O primeiro voo do MiG-15 ocorreu a 30 de Dezembro de 1947 e um ano depois, a 30 de Dezembro de 1948, ocorre o primeiro voo da versão definitiva de produção, que ficará conhecido como MiG-15 SV (alcance de 1175km motor com 2270kgf e autonomia para 1100km - peso vazio de 3523kg e máximo de 4963kg - Comprimento de 10.04M envergadura de 10.08m e altura de 3.7m)

Porém, várias deficiências foram notadas na aeronave, pelo que ainda em Novembro de 1948 começou o desenvolvimento de uma versão mais sofisticada, que seria conhecida como MiG-15 BIS.

Já em Novembro de 1950 foram enviados MiG-15 para a guerra da Coreia.

A rapidez com que os soviéticos colocaram no ar uma aeronave com motor a jato foi surpreendente, especialmente para os norte-americanos, que gozavam de absoluta superioridade aérea na primeira fase da guerra. A superioridade aérea foi aliás uma das razões que permitiram às forças das Nações Unidas resistir e voltar a empurrar as forças norte-coreanas e chinesas para norte.

MiG-17

Paralelamente ao desenvolvimento do MiG-15bis (uma versão melhorada do MiG-15), as autoridades soviéticas ordenaram o desenvolvimento simultâneo de uma versão mais sofisticada, conhecida como i-330.
O objectivo do i-330 era o de construir uma aeronave com um motor mais potente e com capacidade para se aproximar da barreira do som. Com esse objectivo a aeronave seria mais longa e com um tratamento aerodinâmico mais refinado, com uma asa mais fina e completamente redesenhada. O MiG-17 utilizava também o motor VK-1 que também equipava o MiG-15bis.
O primeiro voo do MiG-17 ocorreu em 1 de Fevereiro de 1950 e ele atingiu a velocidade de MACH 0.95. A sua produção foi iniciada em seis fábricas da União Soviética em Setembro de 1951. O MiG-17 utilizava o mesmo armamento do MiG-15bis e foi declarado operacional em Outubro de 1952.

Mas rapidamente, o desenvolvimento do motor VK-1 com pós combustão (VK-1F), bastante mais potente, levou ao desenvolvimento de uma versão mais poderosa do MiG-17 que voou ainda em Setembro de 1951. Com uma potência máxima de 3.380kgf, o motor VK-1F oferecia um aumento de 25% de potência relativamente ao motor que equipava a versão anterior e também o MiG-15bis.

Surge assim o MiG-17F (F de Forsirovannyi, que em russo quer dizer incrementado).

Calcula-se que foram produzidos cerca de 9.000 aeronaves MiG-17 / J-5

O MiG-17 também deu origem a diversas variantes, como o MiG-17P Fresco-B e MiG-17PF Fresco-D, equipados com radar e canhões, o MiG-17PFU Fresco-E, equipado com quatro mísseis ARS-212 (AA-1 Alkali) ao invés dos canhões. Os protótipos incluíram o SR-2 para reconhecimento tático e o nariz sólido para ataque ao solo.

Imagem

Nesse Gb vamos montar a versão PFU, sem os canhões e com 4 lançadores de mísseis AA-1.

quanto à versão escolhida de camuflagem estou na dúvida entre Egito, síria ou DDR. Logo que decidir, eu posto o profile.



Eis o kit:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

As decais que serão utilizadas:

Imagem

Já inicio o kit.
Abraços,
Paulão.
------------------------------
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim" - Emmanuel

Brettas
Plastimodelista
Mensagens: 2306
Registrado em: 10 Set 2008, 21:22

Re: GB Temática 2012 - CCCP - MiG 17PFU 1/48 Hobby Craft

Mensagempor Brettas » 30 Mai 2012, 12:11

Por uma sugestão do Augusto, o GB vai até 01 de julho de 2012


Voltar para “GB Temática 2012 - CCCP”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes